Com a classificação para a 2ª fase da Série C do Campeonato Brasileiro na mira, a Aparecidense entra em campo contra o Atlético-CE neste domingo (31), às 20 horas, no Estádio Anníbal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia.

Desde a chegada do técnico Moacir Júnior, o Camaleão passou a sair das cercanias da zona do rebaixamento para integrar a faixa de classificação à 2ª fase da competição nacional. Em sete jogos sob o comando do novo treinador, a Aparecidense venceu cinco, empatou um e sofreu apenas uma derrota.

Com 25 pontos conquistados em 16 jogos, a Aparecidense acredita que conseguirá confirmar classificação se chegar aos 29 pontos, ou seja, precisa de uma vitória e um empate nos três jogos que ainda restam na fase de classificação.

“Estamos pensando jogo a jogo e pensando naquela régua dos 29 pontos. Com esse saldo que estamos construindo, acreditamos que se chegar aos 29 pontos nós conseguimos passar para a próxima fase”, destacou Moacir Júnior.

Apesar de ocupar a 7ª colocação na tabela de classificação, a Aparecidense não está em uma situação muito confortável para assegurar a vaga. A briga por um lugar no G8 é muito forte. O Camaleão tem três pontos de vantagem sobre clubes tradicionais como o Remo e o Vitória-BA, que ocupam 10ª e 11ª posições, respectivamente. O São José, do Rio Grande do Sul, ocupa o 9º lugar com 23 pontos e também é um concorrente direto.

O técnico Moacir Júnior confia na equipe que treina, mas diz que está preocupado com fatores extracampo que podem interferir na reta final da Série D do Brasileirão.

“Me preocupa muito a questão da tradição e dos interesses, nós sabemos como o futebol funciona. Existem equipes centenárias e que já exercem uma representatividade muito grande dentro da CBF e do cenário nacional. A gente sempre espera que as coisas sejam resolvidas no campo, que não haja outro fator que possa intervir”, declarou.

Adversário desta rodada, o Atlético-CE ocupa a 18ª colocação, com 16 pontos, e briga desesperadamente para sair da zona do rebaixamento. O time do Ceará tem a mesma pontuação do Ferroviário, também do Ceará, que é a primeira equipe fora do Z-4. O Atlético-CE tem como destaque o atacante Ari, que fez carreira no futebol russo é investidor do clube e, desde esta temporada, acumula a função de jogador.