O Anápolis vai necessitar de um resultado inédito para ele, nesta temporada, para não ser eliminado pelo Real Noroeste-ES, na 2ª fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Após ser goleado por 5 a 2, no Espírito Santo, o Galo da Comarca precisa de pelo menos uma vitória por três gols de diferença para provocar disputa por pênaltis. As duas equipes se enfrentam neste domingo (31), às 16 horas, no Estádio Olímpico, em Goiânia.

Em 2022, o Anápolis já disputou 27 partidas e nelas conquistou 13 vitórias. No entanto, o placar mais expressivo foi de dois gols de diferença apenas. O Galo da Comarca venceu Ação-MT e Ceilândia-DF, por 2 a 0, e o Grêmio Anápolis, por 3 a 1, na Série D do Campeonato Brasileiro. O outro triunfo por dois gols de diferença foi na estreia do Campeonato Goiano, quando venceu o Goianésia por 2 a 0.

Em toda a história, o Anápolis disputou quatro campeonatos nacionais diferentes. Além da Copa do Brasil, o Galo jogou as edições das séries B, C e D e nunca venceu uma partida por quatro gols de diferença neste tipo de competição. A vantagem de três gols, assim como a necessária para o Anápolis provocar pelo menos a disputa por pênaltis, só foi obtida pelo time anapolino em duas partidas de competições nacionais.

Em 1995, o Anápolis goleou o Tiradentes, do Distrito Federal, por 3 a 0, em jogo válido pela Série C nacional. Dois anos depois, pela mesma divisão, o Anápolis repetiu a dose, ao derrotar o Itumbiara por 4 a 1, na única vez em que a equipe tricolor marcou quatro gols em um jogo de Brasileiro.

O Galo da Comarca chegará pressionado e no pior momento desta temporada. Após ficar dez jogos sem perder na Série D, inclusive com uma sequência de sete vitórias consecutivas, o Anápolis caiu de rendimento nas últimas semanas e já se encontra em uma série negativa de seis partidas sem vencer. Neste período, o time goiano marcou apenas cinco gols, ou seja, tem a média inferior a um gol por partida.

Para o jogo mais decisivo da atual temporada, o Anápolis terá de lidar com mais um obstáculo: não poderá mandar o jogo em casa, no Estádio Jonas Duarte. Devido a um evento que ocorre no local, o Galo da Comarca transferiu o jogo contra o Real Noroeste-ES para o Estádio Olímpico, em Goiânia.

Neste domingo (31), o técnico Luiz Carlos Winck não poderá contar com o experiente lateral esquerdo Léo Carvalho, de 33 anos, que foi expulso de campo no jogo da ida e terá de cumprir suspensão automática na partida decisiva.