O fim da passagem de Maurício Souza pelo Vasco significou o 32° ciclo de um técnico interrompido somando os Brasileiro das Séries A e B em 2022. Ao todo, das 40 equipes que ocupam as duas divisões, 26 já fizeram mudanças no comando, enquanto apenas 14 permanecem com o mesmo treinador do início da competição.

A Série B conta com 14 times que fizeram mudanças nos seus comandos técnicos. Destes, Vasco, Sport, Náutico, Guarani e Vila Nova já trocaram de treinador duas vezes na competição. Enquanto isso, apenas Cruzeiro (Paulo Pezzolano), Grêmio (Roger Machado), Criciúma (Cláudio Tencati), Londrina (Adilson Batista), Sampaio Corrêa (Léo Condé) e Ponte Preta (Hélio dos Anjos) não mexeram no cargo.

(Veja lista de trocas no fim desta reportagem)

Na Série A, 13 mudanças aconteceram ao todo, com o Athletico-PR liderando o número de trocas com duas, já que demitiu Alberto Valentim, que começou o campeonato no comando, e Fábio Carille. Palmeiras (Abel Ferreira), Corinthians (Vítor Pereira), São Paulo (Rogério Ceni), Red Bull Bragantino (Maurício Barbieri), Botafogo (Luís Castro), Coritiba (Gustavo Morínigo), Avaí (Eduardo Barroca) e Fortaleza (Juan Pablo Vojvoda) não promoveram mudanças.

Para a atual temporada, os regulamentos das competições não possuem mais a regra que limitava a apenas uma demissão de técnico durante a edição do Campeonato Brasileiro. Ao longo da vigência da norma em 2021, diversas equipes driblaram o regulamento promovendo as saídas de seus treinadores "em comum acordo", já que esta maneira não contava como um desligamento apenas por parte do clube.

Leia também:
+ Estádio de jogo do Brasil em Doha parece de Lego
+ Goiânia cria primeiro time de futebol trans do Centro-Oeste

VEJA TODAS AS MUDANÇAS DE TÉCNICOS DOS CLUBES DAS SÉRIES A E B DO BRASILEIRO ATÉ AQUI

SÉRIE A

- América-MG: Marquinhos Santos para Vagner Mancini.

- Athletico-PR: Alberto Valentim para Fábio Carille; Fábio Carille para Luiz Felipe Scolari.

- Atlético-GO: Umberto Louzer para Jorginho.

- Atlético-MG: Antonio Mohamed para Cuca.

- Ceará: Dorival Júnior para Marquinhos Santos.

- Cuiabá: Pintado para António Oliveira.

- Flamengo: Paulo Sousa para Dorival Júnior

- Fluminense: Abel Braga para Fernando Diniz.

- Goiás: Glauber Ramos para Jair Ventura.

- Internacional: Alexander Medina para Mano Menezes.

- Juventude: Eduardo Baptista para Umberto Louzer.

- Santos: Fabián Bustos para Lisca.

SÉRIE B

- Bahia: Guto Ferreira para Enderson Moreira.

- Brusque: Waguinho Dias para Luan Carlos.

- Chapecoense: Gilson Kleina para Marcelo Cabo

- CRB: Marcelo Cabo para Daniel Paulista.

- CSA: Mozart para Alberto Valentim.

- Guarani: Daniel Paulista para Marcelo Chamusca; Marcelo Chamusca para Mozart.

- Ituano: Mazola Júnior para Carlos Pimentel.

- Náutico: Felipe Conceição para Roberto Fernandes; Roberto Fernandes para Elano.

- Novorizontino: Alan Aal para Rafael Guanaes.

- Operário: Claudinei Oliveira para interino.

- Sport: Gilmar dal Pozzo para Lisca; Lisca para Claudinei Oliveira.

- Tombense: Hemerson Maria para Bruno Pivetti.

- Vasco: Zé Ricardo para Maurício Souza; Maurício Souza para indefinido.

- Vila Nova: Higo Magalhães para Dado Cavalcanti; Dado Cavalcanti para Allan Aal.