O São Paulo entrou em campo confiante na busca da vantagem diante do América-MG, pelo jogo de ida da Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira (28). O time esbarrou na retranca da equipe mineira, viu Thiago Couto virar herói ao pegar um pênalti no segundo tempo, e venceu por 1 a 0, gol de Luciano.

Agora, poderá jogar pelo empate para se classificar à semifinal da competição. As equipes voltam a se encontrar no dia 18 de agosto, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Com o retorno de Miranda e Léo, Rogério Ceni pôde retomar o trio de zagueiros que mais tem atuado. Sem Patrick, com edema muscular, o treinador optou por escalar Luciano ao lado de Calleri no ataque.

Sem espaço por causa da forte marcação do Coelho, o São Paulo abusava das bolas aéreas. Foi assim que surgiu a melhor chance da equipe no primeiro tempo, com cabeçada de Calleri que Luciano quase alcançou. Aos 34 minutos, porém, Luciano chegou e cabeceou para as redes, abrindo o placar para o São Paulo.

Leia também:
+ Vettel anuncia aposentadoria da Fórmula 1 e recebe homenagens
+ Atacante do Atlético-GO explica golaço na Copa do Brasil

Na etapa final, os visitantes saíram para o jogo, incomodaram na bola aérea, tiveram um pênalti a favor, mas faltou qualidade para empatar o jogo.

Luciano foi o destaque do Tricolor. Buscava a bola no campo de defesa, flutuava nas costas dos volantes do América-MG e ainda aparecia na área. Assim, acabou marcando o dele na primeira etapa.

Thiago Couto começou o jogo cercado de desconfiança por causa da quantidade de gols que sofreu desde que entrou no lugar do titular Jandrei -com dores nas costas, o camisa 93 não foi relacionado para a partida. Couto quase virou vilão ao derrubar Henrique Almeida na área, mas se redimiu e agarrou o pênalti cobrado por Iago Maidana.

Depois da partida, as câmeras flagraram o técnico Rogério Ceni dando um grande abraço no goleiro de 23 anos.

Depois da novela vivida para ser contratado, Giuliano Galoppo estreou com a camisa do novo clube. Atuando no lugar de Luciano, teve liberdade para se preocupar só com a parte ofensiva. E por pouco não marcou o seu no segundo tempo, com um chute que passou raspando a trave do América-MG.

O JOGO

O São Paulo iniciou o jogo sem conseguir colocar sua dupla de ataque para funcionar. Calleri, isolado, esperava Luciano, Igor Gomes ou Rodrigo Nestor acharem espaço para acioná-lo. O time apelou para os lançamentos longos e para os cruzamentos na tentativa de criar chances de gol.

O técnico Vágner Mancini optou por "espelhar" o esquema dos donos da casa e mandou seu time a campo também no 3-5-2. O time mineiro entrou para explorar os espaços deixados às costas dos alas tricolores -Igor Vinícius e Wellington. Mas a tática só começou a ser usada de fato no segundo tempo, após o América-MG ter saído atrás no placar.

FICHA TÉCNICA

Estádio: Morumbi, em São Paulo

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Auxiliares: Bruno Raphael Pires (GO) e Bruno Boschlia (PR)

VAR: Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Henrique Almeida (AME); Thiago Couto, Talles Costa, Igor Gomes e Gabriel Neves (SAO)

Gol: Luciano, aos 34min do 1º tempo (SAO)

SÃO PAULO: Thiago Couto; Diego Costa, Miranda e Léo; Igor Vinicius, Gabriel Neves (Pablo Maia), Igor Gomes (Talles Costa), Rodrigo Nestor (Nikão) e Welington; Luciano (Galoppo) e Calleri. T.: Rogério Ceni

AMÉRICA-MG: Matheus Cavichioli; Éder, Gérman Conti (Lucas Kal), Iago Maidana; Patric (Raul Cáceres), Juninho, Matheusinho, Marlon; Everaldo (Índio Ramírez), Felipe Azevedo (Pedrinho) e Henrique Almeida. T.: Vagner Mancini