O empate de 1 a 1 do Vila Nova na noite desta sexta-feira (5), no Estádio Serra Dourada, não foi um bom resultado para o time colorado e foi visto pelo técnico vilanovense, Allan Aal, como produto de dois tempos distintos. O time ficou aquém do esperado na etapa inicial, mas mudou a postura, foi mais incisivo no segundo tempo, quando procurou o ataque, criou chances de gol e poderia ter vencido.

O treinador também isentou o zagueiro e capitão Rafael Donato no lance em que, ao sair jogando, caiu e deixou a bola para Gabriel Barros dominar e chutar forte, no canto.

Leia também:
+ Vila Nova tropeça ao empatar diante do Ituano, mas deixa a lanterna
Reforço de última hora, lateral do Vila Nova/Universo luta para seguir no futebol

Rafael Donato foi aplaudido por ter marcado de cabeça o gol da vitória sobre o Vasco, por 1 a 0. Nesta sexta-feira (5), passou a ser vaiado pela torcida assim que ele pegava na bola.

"Procuramos trabalhar duas formas, no tempo e espaço: construir a jogada e o passe longo. O lance do (Rafael) Donato foi azar, infelicidade. Ele escorregou duas vezes. Não vejo que foi um momento de pressão (adversária), mas de infelicidade. Procuramos ter a saída (de bola) com segurança e no passe longo", justificou o treinador colorado.

Para Allan Aal, a equipe não conseguiu render o esperado no primeiro tempo, pois caiu "na isca" do Ituano-SP, ao errar a marcação na saída de bola. "Nosso primeiro tempo foi bem abaixo" e as chances não foram criadas. No segundo tempo, a marcação foi mais direta, incisiva e as chances de gol começaram a aparecer, mesmo quando o time saiu atrás no placar, aos 12 minutos, quando Gabriel Barros aproveitou o vacilo de Rafael Donato.

O treinador elogiou as estreias do lateral direito Railan, que veio do Jacuipense-BA, e do volante Jean Martin, cedido pelo Avaí-SC. Eles tiveram pouco tempo de treinamento, mas já devem ser relacionados novamente para o jogo de terça-feira (9), diante do Tombense-MG, em Muriaé-MG. A comissão técnica terá três desfalques: Romário, Matheuzinho e Arthur Rezende, suspensos.

A logística de viagem para o interior mineiro será complicada. A delegação viajará no domingo (7) para o Rio, em voo comercial. Depois, na capital carioca, inicia a viagem de ônibus para percorrer cerca de 300km de ônibus. O time vilanovense enfrenta o Tombense ás 21h30, na noite de terça-feira (9).