O Vila Nova considera mudar de casa nos jogos da equipe na sequência da Série B. Uma reunião entre jogadores, diretoria e comissão técnica irá definir se o time colorado seguirá no OBA ou se altera o mando para o Estádio Serra Dourada no 2º turno da competição nacional.

A possibilidade de alteração foi levantada no clube colorado após a vitória do Vila Nova contra o Vasco, por 1 a 0, no Serra Dourada, no início do returno da Série B. O triunfo encerrou com a sequência de 14 jogos sem vitória da equipe colorada na temporada, com 13 duelos no Campeonato Brasileiro e um pela Copa do Brasil.

O técnico Allan Aal comentou sobre o assunto depois da vitória contra o Vasco e disse que os jogadores se sentem bem no Serra Dourada por causa do gramado e atmosfera e que os atletas vão dar a palavra final a respeito de onde se sentem melhores em campo.

Leia também
- Reforços recebem elogios após estreias no Vila Nova
- Tigre aparece entre os 32 times que mudaram de técnico nas séries A e B

Nesta Série B, o Vila Nova jogou 11 vezes como mandante. Foram nove jogos no OBA, com 33,3% de aproveitamento (uma vitória, seis empates e duas derrotas) e dois jogos no Serra Dourada, com uma vitória, um empate e desempenho de 66,7%.

O aproveitamento geral em casa é de 39,4%. Entre os 20 times da Série B, o Vila Nova tem o 4º pior desempenho como mandante. O Tigre fica à frente do Guarani (36,4%), Náutico (30,3%) e Chapecoense (22,2%).

No Serra Dourada na Série B, o Vila Nova empatou sem gols com o Grêmio e venceu o Vasco por 1 a 0. Foram os jogos com maiores públicos e rendas líquidas da equipe na competição nacional.

Contra o time carioca, 11.531 ingressos foram vendidos para renda líquida de R$ 480.428,42. Já diante da equipe gaúcha, a renda foi de R$ 166.014,54 e público pagante de 7.030 torcedores.

Os jogos como mandantes do Vila Nova com datas e locais já confirmados pela CBF são contra o Ituano (dia 6 de agosto), Londrina (dia 12) e Sampaio Corrêa (dia 26). Todos previstos para serem disputados no OBA.