O Vila Nova enfrenta o Operário-PR, nesta quinta-feira (16), em meio à crise ofensiva, na lanterna da Série B e dois dias após protesto de torcedores em tom de cobrança por melhores desempenho e resultados na competição. Tigre e Tubarão duelam no OBA, a partir das 20h30, pela 13ª rodada da Segundona.

A situação que é ruim na classificação foi agravada nas vésperas da partida desta quinta-feira, após cerca de 40 torcedores de uma organizada se reunirem, por cerca de 20 minutos, com o elenco. O discurso foi de mais empenho por parte dos jogadores, além de evolução e conquista de resultados.

(No fim deste texto, veja escalações prováveis, como assistir, arbitragem)

O Vila Nova é o time que menos venceu na Série B, até aqui, com uma vitória, o que possui um dos piores ataques da competição, com oito gols, e está entre as defesas mais vazadas da Segundona, com 13 gols sofridos em 12 jogos.

Os números são negativos e pioram quando a análise é feita para entender os motivos da campanha decepcionante. A produção ofensiva do Vila Nova não é ruim, mas o time é pouco eficiente.

Leia também:
+ Mercado: Vila Nova contrata Marlone
+ Técnico do Tigre quer dar resposta em campo

O Tigre chutou 158 vezes (é o 9º que mais finaliza) nos 12 jogos, mas é o 2º clube que mais precisa finalizar para marcar um gol, com média de um gol a cada 19,8 finalizações. O adversário desta quinta-feira (16), por exemplo, é o melhor na estatística com média de um gol a cada 10,8 chutes.

Com dificuldade para marcar gols, o Vila Nova se afasta das vitórias e afunda na tabela. O técnico Dado Cavalcanti ainda não encontrou soluções para resolver o problema crônico da equipe, mas acredita que o time vai evoluir com confiança e trabalho.

O Vila Nova não venceu sob comando do treinador e não marcou com bola rolando - fez um gol de pênalti contra o Guarani. A última vez que marcou com bola rolando foi na 6ª rodada, na vitória diante do Náutico por 2 a 0. Com acréscimos, já se passaram 13 horas e 14 minutos sem qualquer tento colorado que não fosse por bola parada.

A diretoria do Vila Nova pretende contratar durante a janela de transferências que será aberta a partir do dia 18 de julho, mas, até lá, Dado Cavalcanti terá de buscar soluções com o atual elenco. O treinador tem feito poucas mudanças no 11 inicial com o objetivo de encorpar a formação com seu modelo de jogo.

Para o duelo contra o Operário-PR, o volante Rafinha deve retornar à equipe titular após cumprir suspensão.

Vila Nova e Operário-PR estão em situações distintas na tabela. Enquanto o Tigre é o lanterna, o Tubarão ocupa a 8ª colocação. A equipe paranaense, porém, venceu apenas uma vez nos últimos quatro jogos e tenta melhorar o retrospecto para colar na faixa de acesso à Série A.

Será o 5º jogo entre as equipes na história, todos pela Série B. O Vila Nova venceu as duas últimas partidas, ambas na temporada de 2021, houve um empate no confronto e o Operário-PR tem um triunfo.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro - Série B - 13ª rodada

Jogo: Vila Nova x Operário-PR
Local: OBA (Goiânia/GO)

Data: 16/6/2022

Horário: 20 horas

Transmissão: Premiere e Sportv

Árbitro: Rafael Rodrigo Klein/RS
Assistentes: Leirson Peng Martins/RS e Tiago Augusto Kappes Diel/RS
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA/SP)

VILA NOVA: Tony; Alex Silva, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Rafinha, Arthur Rezende e Wagner; Matheuzinho, Daniel Amorim e Rubens. Técnico: Dado Cavalcanti.

OPERÁRIO-PR: Vanderlei; Arnaldo, Thales, Reniê, William Machado e Fabiano; Ricardinho, Fernando Neto e Pavani; Silvinho e Paulo Sergio. Técnico: Claudinei Oliveira.