Ambientes que contam boas histórias. É essa a principal ideia que inspira a Mostra Kzulo de Arquitetura, Decoração, Design e Paisagismo, que chega a Goiânia pela primeira vez em 2021. Antes, a mostra acontecia em Anápolis. São 21 ambientes criados para receber o público até o dia 18 de dezembro na Avenida T-3, no Setor Bueno. Estão envolvidos 25 profissionais de arquitetura e design na criação dos espaços, que este ano tem Raiz Sertaneja como tema.

“Esse foi um tema bem desafiador. No início, pensei em não envolver artistas, mas não teve como: era preciso conhecer a história de cada um, para tomar o cuidado necessário com a imagem deles”, comenta Joseane Pereira, diretora geral e fundadora da Kzulo. Cada profissional trabalhou em cima da história de cada artista para elaborar o conceito dos ambientes que homenageiam nomes da música sertaneja, como Zezé Di Camargo, Leandro e Leonardo, Gian & Giovani, Luan Santana, Marrone, Felipe Araújo e Naiara Azevedo.

Passeio pelos ambientes

Com as temáticas definidas, cada profissional usou a criatividade para incorporar elementos da música, cultura e religiosidade por meio de objetos de decoração, móveis, tecidos e cores. Os arquitetos Camila Borin, Edson Mesquita e Lívia Martins, por exemplo, assinam o ambiente Escritório Boutique Gian e Giovani em homenagem à dupla, que descrevem como elegante e confortável. “Eles são super clássicos, então o ambiente reflete isso”, aponta Joseane.

Já o espaço dedicado à história de Luan Santana, criado por John Allen e Karina, Marinho, foi batizado de Refúgio do Cantor e busca contar um pouco sobre suas origens no Mato Grosso do Sul. “Tem uma área toda dedicada ao Pantanal, com colares indígenas lindos que o Luan emprestou para a arquiteta e que enquadramos”, conta a diretora. Para os jovens Matheus & Kauan, Nathallia Velasco e Izadora Ayres trazem elementos bem tecnológicos para o ambiente.

“Para o espaço do Zezé Di Camargo, fizemos um cantinho musical: um estúdio, que lembra a história dele com o pai, o seu Francisco”, conta Joseane, que diz que o ambiente tem até aroma de café, remetendo ao tempo em que viveram na roça. Quem assina o Estúdio de Música do Zezé Di Camargo é Dani Costa. O casal Zé Felipe e Virgínia ganhou um ambiente cheio de tendências de decoração batizado por Expedito Bezerra e Lucas Panobianco de Living ZF&V, com móveis planejados e elementos em mármore.

A cantora Naiara Azevedo ganhou um quarto com lavabo feito por Ana Paula Gonçalves Nascimento. “Está bem luxuoso. Tem um closet com botas e bolsas dela e bastante cor. Ela adora um verde”, aponta. O escritório Workshow, responsável por grande parte dos artistas de sucesso do gênero, foi homenageado com o espaço assinado por Willian Hanna, chamado de Garden Workshow. “O Wander, empresário à frente do escritório, liberou para que a gente homenageasse também as mulheres do Feminejo”, diz Joseane sobre o espaço inteiramente dedicado a essas artistas.

A equipe nem imaginava que um trágico acidente levaria a cantora Marília Mendonça, uma das grandes responsáveis pela popularização do Feminejo, na mesma semana em que a mostra foi inaugurada. O avião que levava a artista e outras quatro pessoas caiu no dia 5 em Caratinga, interior de Minas Gerais, e não deixou sobreviventes. A playlist do ambiente assinado por Gustavo Oliveira foi inteiramente composta por músicas da cantora na última semana como forma de homenageá-la.

Ao falar sobre as raízes que envolvem a cultura do sertanejo, a mostra entendeu a importância de unir elementos e representantes do passado e do presente. “Um exemplo disso é o ambiente chamado Bilheteria, que homenageia tanto a dupla Di Paullo & Paulino, quanto a dupla Éder & Emerson”, comenta Joseane sobre o espaço criado por Sóstena Mariano e Abimael Fernandes.

 

Religiosidade e tradição

Uma capela recebe uma rara imagem de Nossa Senhora Aparecida na Mostra Kzulo. Confeccionada por cristãos da Palestina, a imagem possui certificação do Vaticano e foi cedida para a exposição pelo HCG - Hospital de Câncer Francisco Camargo. “Quando eu fui fazer o projeto e falei que faria uma capela, fui super criticada. Mas fiz. Essa é a primeira mostra do País a ter uma capela”, conta, orgulhosa, Joseane Pereira, diretora geral e fundadora da Kzulo.

A religiosidade é um forte elemento dentro do universo sertanejo e, por isso, o ambiente se tornou um dos destaques do evento. “Acredito que toda expressão de fé é importante e a cultura sertaneja tem isso em suas raízes mais profundas. Nossa Senhora é, inclusive, assunto de belas músicas do estilo”, comenta. A imagem da santa está sendo exposta pela primeira vez na mostra e, futuramente, vai compor o templo ecumênico do HCG.

O ambiente Capela, assinado por Alyne Dourado, tem Leonardo como cantor homenageado. “Esse espaço recebeu um carinho todo especial. Colocamos até uma plantação de tomate, para relembrar a história do Leandro e do Leonardo”, conta em referência à infância da dupla, que ajudava o pai na lavoura de tomates em Goianápolis.

Dentro da proposta da edição 2021 da Mostra Kzulo, Joseane destaca ação de responsabilidade social que promoveram na Casa de Apoio São Luiz, revitalizando uma área de convívio. Localizada em Aparecida de Goiânia, a instituição recebe pacientes e seus familiares que vêm de outros Estados para o tratamento de câncer e que precisam de um lugar para ficar.

“Até me emociono de contar. Fizemos a revitalização de uma sala de vídeo que, quando visitei, achei um espaço muito triste. Quis levar alegria para esse ambiente, que recebe um pessoal que precisa tanto. Ficou lindo”, conta. O local foi idealizado pela mãe de Leandro, Carmem Costa. O cantor faleceu em 1998 após intenso tratamento contra um tipo raro de câncer no pulmão.

Programação

A Mostra Kzulo acontece desde 2017, com as primeiras edições em Anápolis. “A mostra foi crescendo e fui convidada para trazê-la para Goiânia. Tem sido uma experiência fantástica”, conta a diretora. Aberto à visitação desde o dia 5, o evento preparou uma promoção especial para este fim de semana - uma espécie de pré-Black Friday: os ingressos saem a R$ 20 a meia-entrada e R$ 40 a inteira. A promoção segue até o domingo.

O espaço já recebeu dois pocket shows com participação do público nos ambientes. O cantor e compositor Alessandro Costa, irmão de Leandro e Leonardo, se apresentou no coquetel de abertura. Já Giovani, da dupla com Gian, participou de uma tarde soltando a voz com outros cantores que estavam presentes - e Joseane revela que ele volta em dezembro para mais um show. “Estamos à espera, ainda, de apresentações com Zezé Di Camargo, Leonardo, Felipe Araújo e Matheus & Kauan. E, é claro, do público para participar com a gente”, convida a diretora.