Arroz maria isabel, empadão goiano, carne de porco chumbada com arroz, doces de frutas do Cerrado. Delícias típicas da antiga Vila Boa serão oferecidas no Festin, festival de gastronomia da cidade de Goiás realizado anualmente em setembro, e que promove uma edição especial neste sábado (14), dentro da Virada Cultural Vilaboense.

Leia também:
Virada Cultural promove imersão cultural na cidade de Goiás 
Confira a programação da 1ª Virada Cultural Vilaboense 


Durante o evento, oito restaurantes locais e mais o do Colégio Tecnológico de Goiás apresentam pratos para serem degustados pelos participantes. A organizadora do evento, Marlene Velasco, explica que serão distribuídos 300 ingressos para serem trocados na Secretaria Municipal de Cultura por 2 kg de alimentos não perecíveis.

“Os mantimentos serão doados para a Associação Terapêutica Paraíso, que faz um importante trabalho na região de recuperação de pessoas com dependência química e que passa atualmente por dificuldades”, diz Marlene. Cada restaurante que participa do Festin vai apresentar um prato especial do cardápio que envolve a tradição gastronômica vilaboense, como a mousse de pequi do Cerrado servida no Restaurante Brasero, um dos mais antigos em funcionamento no município.

“A mousse é salgada e leva o pequi da região junto com a guariroba. É, com certeza, um dos pratos mais pedidos. Há ainda a carne suína chumbada com arroz que faz alusão às carnes de panela antigas de Goiás”, explica o proprietário do Brasero, Arhur Augusto di Silva Peres, que herdou da avó a receita secreta da mousse de pequi.

No Cora Café, localizado no jardim do Museu de Cora Coralina, a fórmula de sucesso apresentada no Festin será o quibe batizado carinhosamente de Um Sonho de Cora. Receita familiar passada por três gerações, o quibinho leva ingredientes especiais, como pimenta síria. “Trata-se de uma receita secreta que só a nossa família sabe fazer e que é um dos pedidos que mais saem no Cora Café”, aponta o proprietário Marcos Paulo Lemes Siqueira.