Entre medos, prazeres e vergonhas, uma menina chamada Marabel vive em plena fase de descobertas sobre a vida e seus temores. Um dia, porém, o cotidiano da garota é abruptamente quebrado pela morte da irmã. É sobre aceitação e renascimento que a websérie Barbas, da Cia. Nu Escuro, abre a programação da 6ª edição do Festival do Boneco, que começa nesta quinta-feira (16), em formato híbrido.

Ao longo de duas semanas, o projeto com apoio da Lei Aldir Blanc revela diversos espetáculos de companhias de todo o País que exploram, pesquisam e experimentam a arte dos bonecos em suas diversas linguagens e conceitos. Até o dia 19, o Festival do Boneco se lança no virtual, com a exibição de peças virtuais exibidas no canal do YouTube do festival (@festivaldoboneco). A partir do dia 20, apresentações, oficinas e exposições acontecem em pontos de Goiânia, como o Teatro Sesc Centro e a Oficina Cultural Geppetto.

“É uma celebração à arte dos bonequeiros, uma vertente do teatro que tem muito a contar e festejar”, explica a coordenadora artística do festival, a atriz e diretora Izabela Nascente. Para a abertura, serão exibidos até domingo os quatro episódios de Barbas, espetáculo criado pela Nu Escuro, de Goiânia, em comemoração aos 25 anos do grupo, em 2021. Na história, o ator Lázaro Tuim e as atrizes Adriana Brito e Izabela contam a rotina de Marabel e seu processo pessoal para enfrentar a depressão e o luto.

Além da Nu Escuro, também se apresentam no Festival do Boneco grupos como a Cia. Mútua Teatro de Animação, de Santa Catarina, com o espetáculo Um Príncipe Chamado Exupéry, a Pigmalião Escultura que Mexe, de Minas Gerais, com a obra O Quadro de Todos Juntos, e o Núcleo Coletivo 22, de Goiás, com a peça Ladainha. “O formato digital rompe as barreiras geográficas. São companhias que criaram trabalhos específicos para o digital com qualidade técnica e de transmissão”, garante Izabela.

Leia também:

- Henrique, da dupla com Juliano, deixa arma em quarto de hotel no interior de SP

-Cantor Zé Felipe é atingido no rosto com um sapato durante show; veja vídeo

Entre as ações formativas, o Festival do Boneco leva para a Oficina Cultural Geppetto, no Setor Pedro Ludovico, uma oficina de Criação de Formas Animadas com Sucata, com o Coletivo Miasombra, e uma oficina on-line sobre Criação e Manipulação de Bonecos de Espuma, ministrada pela própria Izabela Nascente. Os cursos estão com inscrições abertas nas redes sociais do projeto.

“Queremos estimular a criatividade, aautoestima e a responsabilidade socioambiental, além de experimentar as possibilidades estéticas ligadas ao reaproveitamento de resíduos sólidos e compartilhar noções de técnicas básicas para o design de bonecos”, comenta Milton Aires, que faz parte do Miasombra, coletivo que elabora bonecos a partir de sucatas de lixo.

Presencial
Três espetáculos presenciais ganham forma nos dias 23, 24 e 25, no Teatro Sesc Centro: À Sombra de Dom Quixote, do Coletivo Miasombra; Kasperl e a Cerveja do Papa, da Trip Teatro (SC); e Os 12 Trabalhos de Hércules, da In Bust Teatro com Bonecos (PA). Todas as apresentações são gratuitas. “A cena dos bonecos tem crescido e se diversificado nos últimos anos. Já em Goiânia, novos grupos têm surgido, mas fazendo uma consideração aos que vieram antes. A produção do teatro de bonecos sempre foi atrelada à história do teatro goiano”, destaca a coordenadora.

O festival abre espaço para uma exposição no hall do Teatro Sesc Centro a partir do dia 20 sobre o trabalho de criadores goianos que se dedicam à elaboração de personagens, cenários, figurinos, maquiagens, cabelos e adereços de seres que criam vida pelas mãos e vozes de seus animadores. “É uma oportunidade de perceber as possibilidades criativas desse universo das formas animadas, não só para quem é fazedor do teatro, mas para todos que se interessam por essa linguagem, inclusive de forma pedagógica”, reitera Izabela.

SERVIÇO
6º Festival do Boneco
Entre os dias 16 e 30 de junho
Locais: Canal do YouTube do festival / Teatro Sesc Centro (Rua 15, Centro, Goiânia) / Oficina Cultural Geppetto (Rua 1013, Quadra 39, Lote 11, 467 - St. Pedro Ludovico, Goiânia) / Hospital Alberto Rassi (Av. Anhanguera, 6479 - St. Oeste)
Entrada gratuita 
Programação e informações: @festivaldoboneco (canal do Youtube) 

Programação da 1ª semana

Quinta-feira (16) 
19h - Barbas (episódio 1) – Cia de Teatro Nu Escuro (GO) - Após o espetáculo: live com Cia de Teatro Nu Escuro (YouTube)
Sexta-feira (17)
19h – Barbas (episódio 2) – Cia de Teatro Nu Escuro (GO) (YouTube)
20h – Um príncipe chamado Exupéry – Cia Mútua Teatro de Animação (SC) - Após o espetáculo: Live com Cia Mútua Teatro de Animação (YouTube)

Sábado (18)
19h – Barbas (episódio 3) – Cia de Teatro Nu Escuro (GO) (YouTube)
20h – O quadro de todos juntos – Pigmalião Escultura que Mexe (MG) - Após o espetáculo: Live com Pigmalião Escultura que Mexe (YouTube) - CLASSIFICAÇÃO: 18 anos

Domingo (19)
17h – Ladainha – Núcleo Coletivo 22 (GO) - Após o espetáculo: Live com Núcleo Coletivo 22/GO (YouTube)
19h – Barbas (episódio 4) – Cia de Teatro Nu Escuro (GO) (YouTube)