O Museu da Imagem e do Som (MIS) inaugura duas exposições fotográficas nesta sexta-feira (5), às 19 horas, dentro da ocupação cultural O MIS é Nosso. A mostra Luiz Pucci: É Favor me Olhar com Cuidado é composta por fotografias do acervo do MIS e tem curadoria de Samuel de Jesus. Já a exposição Mulheres: Identidade e Resistência faz uma leitura das artistas visuais Cris Bierrenbach, Cecília Araújo e Mariana Capeletti. A visitação fica aberta ao público a partir de segunda-feira (8) e segue até o dia 30 de setembro.

A ocupação é um projeto que visa democratizar a arte fotográfica e ampliar o acesso aos bens culturais e ao espaço do MIS pela comunidade através dos recursos audiovisuais. Além das exposições,  O MIS é Nosso também promove vivências fotográficas, oficinas, rodas de conversa, e visitas mediadas de forma presencial e on-line, com o objetivo de gerar reflexões acerca da produção fotográfica goiana e brasileira.

A exposição Mulheres: Identidade e Resistência se utiliza da linguagem fotográfica para fazer uma leitura das artistas visuais Cris Bierrenbach, Cecília Araújo e Mariana Capeletti, que pesquisam temas voltados às questões da imagem da mulher na sociedade brasileira. A curadoria é da professora Déborah Borges e do produtor cultural Wagner Araújo.

Na ocasião, também será lançado o documentário Lambe-lambe em Goiânia: Histórias que se Revelam nas Ruas e nos Retratos, juntamente a um catálogo sobre o mesmo tema. Os dois materiais são resultado da pesquisa coordenada pela professora da Faculdade de Informação e Comunicação da UFG, Ana Rita Vidica. 

Festival Goyazes
A ocupação cultural O MIS é Nosso é uma ação que integra a 2ª edição do Goyazes – Festival de Fotografia 2022, que promove exposições, palestras, mesas, oficinas, cursos, premiações e leituras de portfólios entre 13 e 22 de agosto. O festival também oferece o Prêmio Goyazes, que nesta edição contemplou cinco fotógrafos, entre eles o editor de fotografia do POPULAR, o fotógrafo Weimer de Carvalho Franco. Também foram premiados os artistas Ana Carolina Póvoas Corrêa, Cecília Araújo de Oliveira, Guilherme Soares de Albuquerque e Flávio de Lacerda Edreira.

Além de premiação em dinheiro, os vencedores irão expor seus trabalhos virtualmente dentro da programação do festival. Outros dez fotógrafos foram contemplados pelo prêmio para leituras de portfólio. Tanto a exposição dos premiados, quanto as demais exposições que integram o festival, terão abertura no dia 13 de agosto (sábado), às 20h30.

Serviço:
Abertura das exposições Luiz Pucci: É favor me Olhar com Cuidado e Mulher: Identidade e Resistência
Quando: Sexta-feira (05/08), às 19h (abertura)/ Visitação: de 8 de agosto a 30 de setembro
Funcionamento do museu: de segunda a sexta-feira, das 09h às 17h
Onde: Museu da Imagem e do Som de Goiás (MIS) - salas Belkiss Spenzieri e Alois Feichtenberger (Praça Cívica, nº2, Centro Cultural Marietta Telles Machado, Setor Central).
Agendamentos: (62) 3201-4625 e mis.cultura@goias.gov.br

 

Leia também: 

Editor de fotografia do POPULAR é premiado no Goyazes Festival de Fotografia 2022