Em meio às polêmicas sobre os shows de cantores sertanejos custeados com verbas públicas, fãs da cantora Marília Mendonça resgataram nesta segunda-feira (6) publicações em que ela reclamava da dificuldade de fazer shows de graça. Os posts são de 2019 e comentavam sobre o projeto "Todos os Cantos”.

“O projeto todos os cantos é feito todo de boas intenções, pena que não é valorizado por quem mais deveria valorizar: os próprios líderes da cidade e de estado que tem sua casa exposta e valorizada pro mundo todo e SEM INCENTIVOZINHOS, hein? difícil!”, compartilhou no Twitter.

A Rainha da Sofrência, que faleceu em novembro de 2021, em um acidente de avião, em Piedade de Caratinga (MG), destacou que os “shows grátis” contribuíam para o turismo dessas cidades. O projeto realizou eventos em Goiânia e em mais de 100 municípios, de maio de 2019 a novembro de 2021.

Nas redes sociais, fãs da cantora enalteceram o projeto e carreira da cantora, além de citar as polêmicas sobre os shows de cantores sertanejos custeados com verbas públicas. “Sem cachê, logo sem oportunidade de lavar dinheiro! Isso só enobrece o legado da moça”, comentou um internauta.

Críticas de Zé Neto

O que começou com as críticas do sertanejo Zé Neto, que faz dupla com Cristiano, à cantora Anitta e à Lei Rouanet, se tornou um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar shows em municípios pequenos, que seriam pagos pelas Prefeituras.

Até o momento, o Ministério Público investiga 29 cidades brasileiras que teriam shows sertanejos. A maioria dos eventos seriam realizados pelo cantor Gusttavo Lima, que na semana passada alegou estar sendo “massacrado como se fosse um bandido”, mas também há festas com Xand Avião e Wesley Safadão.

Leia também:

- Críticas de Zé Neto à Lei Rouanet e Anitta rendem pedidos de CPI do Sertanejo na internet

- Em live, Gusttavo Lima chora e diz que “não compactua com dinheiro público”