A janela foi protagonista nos últimos dois anos. Através dela foi possível observar as ruas silenciosas nos primeiros dias de isolamento; o ruído distante dos jogos de futebol sem torcidas; o atropelamento de uma criança (que saiu ilesa), e a solidariedade em torno da vítima. Pela janela viam-se…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários