As consequências dos eventos de Homem-Aranha: De Volta para Casa (2021), estrelado por Tom Holland, estão longe do fim e serão ainda piores no Universo Cinematográfico da Marvel. Em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, que tem pré-estreia nesta quarta-feira, em 34 salas de cinemas da capital e de Aparecida de Goiânia, será preciso uma força-tarefa para impedir novos perigos de se aproximarem. O segundo longa do feiticeiro traz Benedict Cumberbatch mais uma vez para o papel depois de uma temporada de troféus pela atuação no faroeste Ataque dos Cães (Netflix).

Doutor Estranho 2 será o primeiro filme da Marvel em 2022, que depois contará com as estreias de Thor: Amor e Trovão, em julho, e Pantera Negra: Wakanda para Sempre, previsto para novembro. O longa, um dos mais esperados do ano do estúdio por conta da chegada de diversos personagens ao UCM, faz parte da chamada Trilogia do Multiverso, iniciada em WandaVision, quando a Wanda libera os poderes de Feiticeira Escarlate, e continuada em Homem-Aranha 3. A expectativa é que ultrapasse rapidamente a bilheteria do primeiro longa de 2016, que arrecadou US$ 677 milhões.

O que aumentou ainda mais a expectativa dos fãs pela continuação é a direção de Sam Raimi, da trilogia do Homem-Aranha de Tobey Maguire. O cineasta é considerado um dos maiores nomes nos créditos de produções de terror e suspense, com títulos como Uma Noite Alucinante: A Morte do Demônio (1981), Possessão (2012) e O Grito (2020). O roteiro ficou por conta de Michael Waldron, da série Loki. Doutor Estranho 2 seria dirigido por Scott Derrickson. Ele já tinha todo o conceito e queria que Pesadelo fosse o vilão principal e, até por isso, a Marvel falou sobre o inimigo nos bastidores.

Os planos mudaram e o estúdio apostava em Wanda como a principal vilã e Scott não aceitou a intromissão e deixou o cargo antes do início das filmagens. O chefão da Marvel, Kevin Feige, queria que a nova aventura de Doutor Estranho também fosse assustadora e recrutou Sam Raimi. Eles mantiveram a ideia inicial de um filme de terror cósmico, tanto que no trailer Stephen Strange sempre tem o mesmo pesadelo, mas contando a história da Feiticeira Escarlate saindo do controle igual na saga dos quadrinhos Dinastia M nos anos 2000.

Sam Raimi foi um dos responsáveis por popularizar os filmes de heróis nos anos 2000, em uma época que o gênero sofreu bastante preconceito tanto de atores como de público, principalmente depois dos fracassos de Batman Eternamente (1997) e Batman e Robin (1997). O primeiro Homem-Aranha (2002) quebrou a barreira dos nove dígitos em seu lançamento e foi também o ponto de partida para se tornar um fenômeno que mudou por completo a indústria do cinema e da cultura pop.

Trama

A trama não é uma continuação do primeiro solo do Doutor Estranho, mas uma sequência dos acontecimentos de Homem-Aranha 3 e de WandaVision, que traz o casal Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) vivendo uma vida normal no subúrbio em uma realidade de sitcom. Tem também ligações com o universo de Loki ao falar das variantes, assim como a chegada da versão live-action da Capitã Carter de Hayley Atwell, personagem da série animada What If...? É a Marvel novamente conectando todos os seus produtos, assim como fez na fase anterior encerrada em Vingadores: Ultimato (2019).

No final de WandaVision, Wanda libera os poderes de Feiticeira e a vilã da série Agatha Harkness (Kathryn Hahn) fala o seguinte: “Você não sabe o que liberou”. Antes disso, ela já tinha dito que esse poder vai muito além do Mago Supremo, o que mostra que ela vai estar muito acima de todo mundo no filme na escala de força. A série mostra duas Wandas, uma tranquila, isolada numa cabana, e a outra uma macabra no plano astral lendo o livro Darkhold - um dos artefatos mais poderosos e perigosos da Marvel nos gibis – e ouvindo as vozes dos seus filhos (Billy e Tommy) que morreram.

A morte dos filhos levou Wanda à loucura e a procurá-los em outras dimensões. Inclusive, as duas esferas vermelhas que ela segura na cena final da série podem ser mundos, realidades que a Feiticeira estava explorando para encontrar Billy e Tommy em uma delas. O problema é que provavelmente ela está sendo manipulada pelo Deus do Caos (Chthon é um dos seres místicos mais poderosos da Marvel, mas ainda não existe a sua confirmação no longa) para abrir o portal e que se trata de um multiverso sombrio. A partir daí é que deve acontecer o embate entre ela e o Doutor Estranho.

Wanda vai atrás da Miss América Chavez (Xochitl Gomez), uma nova personagem que será apresentada para os fãs nas telonas e que será peça-chave da trama. Ela, que integra a equipe dos Jovens Vingadores nos gibis, tem o poder de abrir portais em formato de estrela para qualquer lugar. A Feiticeira precisa dela para poder chegar nos seus filhos e o Doutor Estranho tem de impedir isso a qualquer custo. Inclusive, o trailer mostra o protagonista a defendendo do polvo Shuma-Gorath, um dos adversários mais poderosos do mago nas HQs. Stephen Strange estará em apuros.

Aliados
Os poderes da Feiticeira Escarlate são demais para o Doutor Estranho e é preciso de ajuda para tentar detê-la. O último trailer lançado do filme revelou que os Illuminati vão entrar nessa batalha. Muita gente já ouviu falar deles em teorias da conspiração ou no livro Código da Vinci, do Dan Brown. Na Marvel, eles são uma sociedade secreta e que está por trás de grandes eventos que acabaram por definir os rumos dos universos das HQs. O grupo de heróis, que já teve diversas formações, representa as mentes mais extraordinárias da Terra e foi criado para discutir e monitorar o destino do multiverso.

O trailer do filme já entregou uma das participações mais aguardadas dos fãs, que é a do Professor Xavier, interpretação de Patrick Stewart, o responsável por viver o personagem e líder dos X-Men nos filmes produzidos pela agora extinta Fox. O dono do cérebro mais perigoso da Marvel já morreu duas vezes na cronologia dos mutantes. A primeira foi em O Confronto Final (2006), e a segunda em Logan (2017). No entanto, assim como foram feitos com Norman Osborn (Duende Verde) e o Doutor Octopus em Homem-Aranha 3, ele deve ter sido puxado de uma realidade anterior a esses acontecimentos.   

Quem também deve aparecer na formação dos Illuminati é Reed Richards, o líder do Quarteto Fantástico. Vazou uma foto de John Krasinski no papel. Os rumores da sua participação vêm desde abril de 2020, quando houve um encontro entre Kevin Feige e o ator. Além dele, a variante da Capitã Marvel pela Maria Rambeau (Teyonah Parris) e o Raio Negro (Anson Mount), o mesmo da série Inumanos, completam o time ao lado do Professor X, o Doutor Estranho e a Capitã Carter. Havia vazado a participação de Tom Cruise como Homem de Ferro Superior, mas provavelmente ele foi cortado.


GUIA: O QUE VER ANTES DO FILME

Doutor Estranho (2016)
Para conhecer a história de origem de  Stephen Strange, seus poderes e aliados.

WandaVision (2021)
Série da Disney, com nove episódios, é importante assistir para conhecer mais sobre a Wanda Maximoff e o despertar da Feiticeira Escarlate.

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (2021)
No terceiro filme do Aranha de Tom Holland, Stephen Strange abre as portas do multiverso pela primeira vez, na tentativa de ajudar Peter Parker.

Loki (2021)
A série da Disney introduz o conceito de Multiverso no UCM e apresenta ao público o termo variante, que são “cópias” de determinadas pessoas.

What If...? (2021)
Série animada da Disney que explora em cada episódio um universo paralelo no UCM e ainda apresenta o Doutor Estranho Supremo e uma versão zumbi do protagonista, que estarão no filme