Cachaça envelhecida, bourbon, vermute rosso, pimenta, xarope e até licor de café. Diversos são os ingredientes que dão sensação de aquecimento e conforto para os dias mais frios do ano em Goiás. Quando se fala em drinques e inverno, a pedida certa é apropriar-se de elementos da mixologia que ajudam a esquentar o corpo e manter a temperatura até alta noite, além de oferecer paladares peculiares e cheios de estilo.

Sofisticados, os chamados “drinques de inverno” criam gostos ora confortantes, ora exóticos, recomendados para serem aproveitados durante o período da noite. Diversos são os elementos gastronômicos que combinam com o inverno, desde os destilados mais quentes, como a cachaça, o conhaque e o rum, até os sabores mais ousados, como o café e os licores diversos, a exemplo do amarula e do xarope de rapadura.

“Nas temporadas mais frias do ano, quando as pessoas deixam de beber, por exemplo, a querida cerveja ou os drinques mais refrescantes e frutados, a dica é se deliciar com receitas mais encorpadas, com licores e xaropes”, aponta o mixologista Daniel Cardoso. Na Casa Liberté Bar, diversos são os coquetéis criados para o mês de junho, quando a temperatura cai na noite de Goiânia. Um dos drinques mais pedidos durante o período é o chamado Paper Plane, mistura feita de uma combinação fácil e prática de partes iguais de uísque bourbon, aperol, cynar e suco de limão siciliano. O resultado impressiona.

“As notas do aperol, levemente amargas e frutadas combinadas com o herbal e floral do cynar dão um toque especial para a receita. E, como todos os bons clássicos, é de simples e fácil assimilação”, explica o bartender e sócio do local, Vinicius Gade. O ideal é medir sempre o sabor do destilado com outros elementos, como frutas e licores, para que o drinque não fique muito doce, amargo ou azedo.

Outra bebida que tem feito a sensação da casa é o Rabo de Galo, nome que deriva da tradução literal da palavra “cocktail”. Com raízes nacionais, nascido nas fábricas e entre os operários italianos de São Paulo, o drinque tem como base a cachaça envelhecida em barris de amburana, cynar e vermoute rosso. “Recomendado para um paladar mais forte e amargo, embora seja levemente adocicado”, sugere Gade.

Já no Charminho Bar, um dos drinques mais queridos entre a clientela é o Ice Irish Coffee, que leva uísque, licor de café e amarula, e o próprio café em grãos. “Esse drinque é uma versão mais enriquecida do clássico uísque e café. É encorpado e leva uma dose de expresso, licor de café, licor baileys, que confere a cremosidade, e finalizado com uma dose de Jack Daniel’s. Muito rico em sabor”, explica a proprietária Luisa Libanori Artiaga.

Outro coquetel que tem o café como protagonista é o Coffee Negroni, uma releitura do clássico Negroni, com uma generosa dose de expresso que confere sabor na mistura de vermute, gim e Campari. “Esse é pra aquecer”, adianta Luisa. Do café para a pimenta, a caipirinha de limão siciliano e tabasco é também pedida recorrente no local. Leva, por exemplo, rapadura e pimenta tabasco que fazem do drinque um dos clássicos do cardápio. “A pimenta harmoniza bem com o siciliano e a cachaça, e aquece bem nesse inverno”, diz.

Impossível falar sobre bebidas para aquecer em junho sem mencionar o famoso e querido quentão, um dos elementos mais típicos das festas juninas. Feito com vinho ou cachaça, leva gengibre, laranja, açúcar, cravo-da-índia, maçã e canela em pau. “O segredo do quentão é que ele deve ser servido na panela, ainda muito quente, quando todos os seus ingredientes estiverem potencializados pela temperatura”, explica o mixologista Daniel Cardoso.

CONFIRA RECEITAS

CE Irish Coffee
Ingredientes
- 40ml de Jack Daniels
- 50ml de licor de café
- 50ml de licor de marula
- 40ml de café
- 1 pá de gelo
- 6 grãos de café
- 1 pá de gelo 

Modo de preparo
Drinque batido. Separe uma taça margarita cheia de gelo. Encha uma coqueteleira com uma pá de gelo e todas as medidas. Bata, descarte o gelo e passe em coagem dupla o conteúdo para a taça. Servido sem gelo. Guarnição:  grãos de café.


Caipirinha de limão siciliano com pimenta
Ingredientes
-  50 ml de cachaça
- 30 ml de xarope de rapadura
- ½ limão siciliano
- 1 pá de gelo
- 7 gotas pimenta tabasco

Modo de preparo
Drinque batido. Em uma coqueteleira coloque o limão siciliano e o xarope de rapadura, macere delicadamente até todo o suco sair, coloque o gelo, a cachaça e a pimenta, bata, despeje tudo no copo cinturado. Guarnição: uma fatia em meia lua de limão siciliano e pimenta rosa.


Paper Plane
Ingredientes
- 25 ml de uísque bourbon
- 25 ml de aperol
- 25 ml de cynar
- 25 ml de suco de limão siciliano

Modo de preparo
Em uma coqueteleira com cubos de gelo coloque todos os ingredientes e bata vigorosamente. Sirva em uma taça coupé previamente gelada e finalize com um zest de limão siciliano. Combina bem com os pratos: nhoque de banana da terra e o dadinho de abóbora com carne de sol. 

Leia também:

- Inverno terá poucas chuvas e temperatura amena em julho

- Confira as tendências de maquiagem e cabelo para o inverno

- Confira roteiro de caldos para se aquecer no inverno em Goiânia