O Brasil assumiu neste sábado (1º) seu 11º mandato como integrante não permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). O país deve ocupar o assento durante o biênio 2022-2023. Segundo o Itamaraty, as prioridades do Brasil serão “a prevenção e a solução pacífica de conflitos”. Além disso, o governo brasileiro deve ter como foco asa mi...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários