Quando foi indicado em 1961 para assumir a embaixada do Brasil em Gana, Raymundo Souza Dantas se tornou o primeiro embaixador negro do Brasil, quebrando um paradigma que já durava 138 anos, desde que o Ministério das Relações Exteriores fora criado. A indicação, porém, fez dele alvo de ataques da imprensa e de setores do Itamaraty. "Consideravam que ele não era ca...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários