O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que ficou "indignado" com a morte de duas pessoas pelas forças de paz da organização na República Democrática do Congo. O incidente ocorreu neste domingo (31), no posto de controle de Kasindi, na fronteira com a Uganda. Segundo as Nações Unidas, militares atiraram contra as vítimas "por razões não explicadas". Outras...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários