Um terremoto de grandes proporções atingiu Afeganistão nesta quarta-feira (22). Até o momento, já foram contabilizadas ao menos 920 mortes e 600 pessoas feridas. O tremor de magnitude 6,1 é o mais mortal no país desde 2002, quando dois terremotos na região de Hindu Kush mataram 1.100 pessoas.

Imagens divulgadas pela mídia local mostram os escombros e corpos envoltos em cobertores no chão. Segundo foi divulgado pelo Ministério do Interior, helicópteros foram mobilizados para o resgate de feridos e para o transporte de suprimentos médicos e alimentos.

De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, o terremoto foi registrado a cerca de 44 km da cidade de Khost, perto da fronteira com o Paquistão. A maioria das vítimas confirmadas até o momento, são da província de Paktika, onde 255 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas. Em Khost, 25 morreram e 90 foram levados ao hospital. As informações são Salahuddin Ayubi, funcionário do Ministério do Interior.

Leia também:

Terremoto em Goiás assusta moradores de Estrela do Norte e Mara Rosa

Jornalista norte-americano é morto por soldados russos em Kiev, segundo autoridades ucranianas

Falta de dados deixa refugiados invisíveis em Goiás

Entidades como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Cruz Vermelha anunciaram apoio ao país. Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores manifestou o desejo de receber ajuda internacional —o Paquistão disse que está trabalhando para estender a assistência aos afegãos.