Defesa da democracia

O Brasil vive um momento no qual a defesa da democracia, do Estado Democrático de Direito, da liberdade de cátedra e das instituições torna-se essencial. É preciso rememorar o fato de que a nossa jovem democracia foi conquistada com árdua luta. Não nos esqueçamos de como, num passado ainda não cicatrizado, jorrou o sangue de trabalhadores, militantes sociais, assim como de professores e estudantes. O fazer ciência pela vida passa pela garantia da manutenção das liberdades, dos direitos humanos e da pluralidade de ideias. A democracia é fundamental para que a ciência avance e possa contribuir para as transformações, tão necessárias à nossa sociedade.

Orlando Lisita Júnior | Presidente da Apuc - Associação dos Professores da PUC Goiás

 

Inimagináveis alianças

O jejum dos políticos que ora vagam no ostracismo os leva a tentar a qualquer custo resgatar assentos que outrora alimentavam seus egos, produtos de demagógicos proselitismos e atos que os saciam, e, para galgá-los novamente, sem qualquer respeito às ideologias do eleitorado que os credenciam para tal, hoje e sempre massa de manobra deles, acendem velas para Deus e o diabo. Inimaginável para mim e para muitos, tenho certeza, ver na articulação político- partidária de agora ferrenhos desafetos políticos/profissionais se unindo no vislumbrar de um posto de poder novamente, em todos os níveis, tal qual o ex-governador de São Paulo afagando o ex-presidente da República, assim como ex-governadores Brasil afora valem-se desse mesmo recurso, indigno de eleitores sérios. É a fome pelo poder. Pode valer para uns. Para outros, “caixão e vela preta” na política, penso.

Ézio Inácio Rossi | Residencial Maria Nadir - Bela Vista de Goiás

 

Morrinhos

Presto homenagem à cidade de morrinhos que em 2022 completou 177 anos de fundação e em 29 de agosto completa 140 anos de emancipação política. A cidade dos pomares, como é conhecida, era também chamada no século passado de Atenas de Goiás. Sua transformação é vista por todos, em pleno desenvolvimento próxima da capital,cidade que leva esse nome devido a três pequenos morros na cidade, Morro da Cruz, Morro do Ovo e Morro da Saudade. Terra fértil que produz tanto na agricultura quanto na pecuária. Parabéns, terra querida.

Claudene Pereira dos Santos | Morrinhos - GO