A procura maciça por testagem evidencia a preocupação da população com o recrudescimento da pandemia. Muitas são as razões para tanto. Ontem, a Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia comprovou o primeiro óbito do País pela ômicron. 

A variante, aliás, já é responsável por 58,33% dos casos de Covid-19 no Brasil. Os dados são do projeto Our World in Data, da Universidade de Oxford. A delta responde por 41,67% dos casos.

Além disso, uma profissional de Saúde, com cerca de 60 anos, é o primeiro caso de flurona, infecção simultânea por Covid-19 e Influenza, em Goiânia. A informação foi confirmada na manhã de ontem pela Secretaria de Saúde da capital.

Os fatos que se sucedem sustentam a cautela demonstrada pelas cidades turísticas de Goiás, que, a despeito do impacto econômico, tendem a cancelar as festividades de carnaval. Depois de meses de emergência sanitária, salvo um e outro arroubo negacionista com fim eleitoral, a maioria sensata da população dá mostras de saber se precaver e fazer escolhas coerentes para proteger a si mesma e aos demais - que insistem na irresponsabilidade.