O cálculo do PIB, dada a complexidade e as variantes, se dá numa certa lentidão. Mas os resultados sempre oferecem elementos de compreensão da dinâmica da economia, oferecendo reflexões ao poder público, como animador de política, e ao setor produtivo em geral. O governo do Estado divulga hoje, e o POPULAR já traz nessa edição, o resultado do PIB goiano de 2019. E o resultado foi alvissareiro.

O consolidado do primeiro ano após a troca de governo mostra um crescimento acima da média nacional. A soma da riqueza alcançou R$208,67 bilhões, o que significa incremento de 2,2% em relação a 2018, quase duas vezes maior do que o registrado no Brasil, que ficou em 1,2%. Foi o terceiro consecutivo de crescimento para os goianos, depois de quedas seguidas verificadas em 2015 e 2016.

A análise do dado evidencia a força do tripé em agropecuária, indústria e serviços, mas não encerra o debate. Após esse desempenho animador, veio a pandemia e toda a sorte de desafios que está somente começando. É preciso ficar atento para ver quanto essa base, sólida, vai sustentar a recuperação tão necessária e já em curso. Há razões para otimismo, mas com a consciência de que existe muito ainda a s fazer. Por todos nós.