O poeta russo Yevgueni Yevtushenko esteve no Rio em 1987. Como era um dissidente chapa branca, a burocracia soviética o exibia como prova que na URSS havia liberdade. Ainda assim, ele chocou os stalinistas pátrios pela defesa firme da abertura iniciada por Gorbachev.

Para pegar as passagens do voo…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários