Em abril de 2019, conversando com um carcereiro na cela em que ficou preso em Curitiba, Luiz Inácio Lula da Silva usou dois palavrões para se referir ao processo judicial que o colocou na cadeia, disse que sua condenação era absurda e chamou seus acusadores de canalhas e covardes. Reproduzido pelo jornalista Fernando Morais em sua aguardada biografia do ex-presidente, cujo p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários