O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) descartou candidatura ao governo de Goiás e passa a cogitar a disputa ao Senado. O tucano, que na quarta-feira (3) articulava palanque ampliado com PT e PSD, já pediu a interlocutores que avisem a petistas nesta manhã que não será candidato ao Palácio das Esmeraldas. Ele alega resistências do PSDB nacional.

A possibilidade de candidatura ao Senado ganhou força entre aliados, mas a decisão depende de garantia de estrutura financeira. Tucanos próximos a Marconi afirmam que o cenário está aberto, sem favoritismo. Pesa também a insatisfação com o presidente estadual do PSD, Vilmar Rocha, que decidiu ficar com a base governista e quer disputar o Senado.

Inclinado a tentar cadeira de deputado federal há 15 dias, Marconi deve tomar a decisão no final desta manhã. 

****

E-mail: fabiana.pulcineli@opopular.com.br
Twitter: @fpulcineli
Facebook: fabiana.pulcineli
Instagram: @fpulcineli