O Ministério Público de Goiás (MP-GO) pediu esclarecimentos ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO) sobre o quarto mandato consecutivo do presidente Joaquim de Castro e outros integrantes da direção do órgão. Decisões recentes do Supremo Tribunal Federal (STF) estabeleceram a legalidade de apenas uma reeleição subsequente tanto em tribunais de contas como no L...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários