O juiz plantonista Aureliano Albuquerque Amorim, da 4ª Vara Cível de Goiânia, indeferiu, na última quinta-feira (27), o pedido de suspensão de decretos e retenção de valores nas contas do Estado, feita pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), para a quitação da folha de pagamento dos servidores referente ao mês de dezembro. Na decisão, o magistrado argumenta fazend...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários