O desembargador Ney Bello determinou, nesta quinta-feira (23), a soltura do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e de outros quatro presos na operação da Polícia Federal (PF) que apura o pagamento de propina e tráfico de influência no Ministério da Educação (MEC). Além dele, serão soltos o pastor Gilmar Santos e o ex-servidor municipal, Helder Bartolomeu, ambos de Goiânia...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários