Publicação em plataformas de vídeo na internet engana ao reproduzir trecho de um telejornal que foi ao ar, em 2009, com informação sobre a sanção de uma minirreforma eleitoral que criou o comprovante impresso de voto. À época, uma das normas aprovadas determinava que a modalidade fosse aplicada a partir das eleições de 2014. No entanto, a peça de desinformação omite q...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários