A resistência de parte dos tucanos em Goiás ao PT e a relação com o governador de São Paulo, João Doria, pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, estão por trás da discrição que o ex-governador e presidente do PSDB goiano Marconi Perillo mantém sobre o encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no ano passado. Eles conversaram no escritório de u...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários