A secretária da Economia, Cristiane Schmidt, afirma que o objetivo da pasta é que, após o estado sair do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), o pagamento do serviço da dívida represente cerca de 6% da receita corrente líquida (RCL). De acordo com a auxiliar, em 2019, o porcentual estava em cerca de 11,5%, limite estipulado por lei. Schmidt também disse que o RRF “nã...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários