A corregedoria da Polícia Militar de Goiás (PM-GO) instalou, no dia 15 de dezembro, uma investigação contra o vereador de Goiânia Cabo Senna (Patriota) por conta de vídeos, publicados nas redes sociais, em que o parlamentar, que é policial militar, chama a categoria para manifestações pelo pagamento da data-base dos servidores estaduais, o que é vedado aos PMs. N...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários