O superfaturamento na compra feita pelas Forças Armadas de 11,2 milhões de comprimidos de citrato de sildenafila, o Viagra, pode chegar a até 550%, segundo o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO), que fez uma representação para o Tribunal de Contas da União (TCU) nesta terça-feira (3) solicitando a investigação da denúncia que mira o Ministério da Defesa. O prejuízo pode p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários